Brasil zera impostos de importação de equipamentos de energia solar até o final de 2021

O governo brasileiro publicou, nesta segunda-feira (20 de julho de 2020), no Diário Oficial da União (DOU), as Resoluções Nº 69 e Nº 70 da Camex (Câmara de Comércio Exterior) que zeram os impostos de importação de equipamentos de energia solar até o final de 2021. 


Foram incluídos diversos equipamento de energia solar como: módulos solares, inversores trifásicos para sistemas fotovoltaicos e componentes utilizados em “trackers”, além de bombas para líquidos usadas em sistemas de irrigação movidos com energia solar.

Atualmente, os impostos de importação para módulos solares são de 12%, enquanto os inversores pagam tarifas de 14%. Devido à desvalorização do real frente ao dólar, a medida deverá baratear os custos para aquisição dos componentes do sistema solar fotovoltaico.

Especialistas da área e economistas apontam que esta medida deve incentivar o aquecimento do mercado de energia solar fotovoltaica. Com a eliminação das barreiras tarifárias, o setor de energia solar deve consolidar o crescimento que já apresentava nos últimos anos no Brasil.


A inclusão dos itens de energia solar à lista de produtos isentos de tarifa na condição de ex-tarifários, passa a valer a partir de 1° de agosto. A medida é válida até 31 de dezembro de 2021.

Fale Conosco

Rua Dom Pedro 1º, 64
Vila Santo Antônio | Ourinhos - SP
contato@wllengenharia.com.br |  (14) 98103-9159

© 2018 por Wagner Boeira

 Conheça também nossas Redes Sociais:

  • Branco Facebook Ícone
  • Branca Ícone LinkedIn